j

Lorem ipsum dolor amet, consect adipiscing elit, diam nonummy.

Search

5 sinais de que a sua Marca não parece profissional

Costuma pensar sobre se o seu branding parece suficientemente profissional? Se o faz, o mais provável é que não esteja a ter o desempenho que deseja.
Talvez tenha feito o branding você mesmo quando deu início ao seu negócio. Talvez tenha comprado um tema pré-definido e esteja agora a pensar se foi a melhor ideia. Ou talvez tenha trabalhado com um designer, mas não tenha a certeza se o profissional conseguiu captar a essência da marca nos
designs.
Qualquer que seja o caso, neste artigo vamos falar de 5 coisas que afetam a maneira como as pessoas veem a sua marca. Se fizer alguns erros pode acabar num ciclo que parece não ter fim. Vai tentar fazer o seu negócio crescer sem grande coisa para o justificar.
No entanto, se actuar corretamente, pode atrair o seu público ideal.

5 coisas que fazem a sua marca ser vista como pouco profissional

I. Falta de consistência
Sente que a sua marca ainda não chegou onde deveria? Está sempre a ajustar e a mudar cores, tipos de letra e elementos gráficos? Comprou um branding pré-definido e tem andado a juntar outros elementos sozinho? Tentou criar um branding consistente, mas sentiu-se completamente perdido?
Talvez tenha passado horas incontáveis no Pinterest para procurar inspiração.
Mas embora tenha encontrado alguns designs espetaculares, como é que pode saber qual é o melhor para si? Segue o seu próprio estilo pessoal? Ou escolhe cores que o seu público adore? Se opta pelo segundo caminho, como é que pode saber que cores é que o seu público vai adorar?
O problema da consistência deriva sempre de um aspeto simples: a falta de uma estratégia clara. Muito provavelmente, passou à frente o processo de criação de uma fundação forte para a marca. A sua componente visual é simplesmente um reflexo disso.

Para criar uma marca forte precisa de fazer o trabalho de casa primeiro:
. Defina claramente os valores, a missão e a visão da marca. Crie a história da sua marca;
. Descubra a personalidade da sua marca e como ela faz as pessoas sentir-se;
. Defina o seu cliente ideal.

Depois de fazer isto, estará apto para criar a identidade da marca (os elementos visuais) de uma forma que reflita a estratégia. Os elementos visuais certos podem:
. Comunicar, numa fração de segundo, a mensagem da sua marca aos clientes ideais ao nível do subconsciente, de forma a garantir a melhor primeira impressão;
. Ajudá-lo a construir o gosto e a confiança de que necessita para vender o que quer que seja;
. Facilitar o desenvolvimento de uma relação natural com o seu mercado-alvo;
. Facilitar as vendas, uma vez que é a escolha perfeita para o seu público.

II. Falta de clareza

Sente que está a andar em círculo, sem saber como apresentar a sua marca da forma perfeita? Pensa em como cativar o seu público ideal? Quem é que o seu público é realmente, para lá do género ou da faixa etária? Se tem estas dúvidas, elas vão torna-se perceptíveis.
Também vão afetar o seu marketing. Vai ter dificuldades em relacionar-se com os seus clientes ideais, ou até em conseguir atraí-los. Se não tiver a certeza de quem quer atrair e porquê, a sua mensagem vai acabar por ser vaga e ninguém se vai identificar com ela. Não é capaz de criar uma marca forte, nem mesmo a identidade da marca (os elementos visuais), sem esta clareza. Nem o design mais lindo vai conseguir resolver isto.

III. Identidade da marca e web design sem profissionalismo (falta de estratégia)

Respondeu “sim” aos primeiros dois pontos? Provavelmente, isso significa que não teve a oportunidade de trabalhar com um designer profissional na identidade da marca, que percebe quão importante é a estratégia.
O que vamos dizer agora pode ser um pouco controverso, mas, na verdade, o design é uma utilidade. Isto quer dizer que é fácil e barato comprar um belo design. Consegue encontrar designs bonitos para a identidade da marca em todo o lado. Navegue pelo Creative Market ou pelo Etsy e
encontrará incontáveis logotipos lindos à espera de os “levar para casa”. O problema é que eles foram criados simplesmente para terem um aspeto bonito, não para funcionarem na sua marca.
Não foram criados para refletir a personalidade e os valores únicos da sua marca. Não foram criados para levar em conta os seus consumidores e clientes ideais, nem os estímulos aos quais eles respondem.
Embora sejam bonitos, deixam-no com dificuldades nos primeiros dois pontos deste artigo e acabam por levar ao mesmo – o problema do design sem profissionalismo. Terá de desperdiçar ainda mais dinheiro para resolver o problema (mais uma vez).
Um designer estratégico não vai saltar logo para o design, ou não vai pedir- lhe a si para criar o quadro de ideias no Pinterest. O trabalho é do designer.

O processo de branding deve respeitar os passos seguintes:

1. Processo de descoberta profundo para definir a missão, a visão, os valores, a personalidade e o cliente ideal da sua marca;
2. Diagnosticar quaisquer problemas que precisem de ser resolvidos (de especial importância quanto está a refazer o branding de um negócio já existente);
3. Criar soluções visuais que representem a estratégia da sua marca (escolher perfeitamente as cores, os tipos de letra, as fotografias, etc.);
4. Criar um design coeso e consistente para todos os pontos de interação com a marca (onde os consumidores entram em contacto com a sua marca).

Os designers de branding que percebem que a estratégia é a chave não vão começar nada no design sem antes seguirem este processo consigo. Também não lhe vão pedir que escolha as cores para a sua marca ou crie o quadro de ideias.
Há toda uma ciência por detrás das cores e deve escolher os tons perfeitos para apresentar a mensagem correta ao subconsciente dos consumidores. Se não conseguir seguir este processo, considere-o antes de gastar mais dinheiro só no design.

IV. Disparidade entre a voz e a personalidade da marca e a componente visual
Já esteve numa chamada de vendas com alguém e pensou: “Esta pessoa é completamente diferente do que eu esperava.”?
Debate-se com o problema de atrair o público errado? Pessoas que não estão prontas nem dispostas a comprar os seus produtos?
Isto pode verificar-se devido a todos os pontos de que já falámos acima. A falta de estratégia conduz à falta de consistência, de clareza e de relação com o seu público ideal. O logótipo e o website podem ser bonitos, mas não representam bem a sua marca.
Trabalhamos frequentemente com empreendedores que nos dizem exatamente isto:
“O meu website e branding não me representam de todo. Estão tão desajustados daquilo que quero transmitir!”
Se isto acontecer, o problema é enorme. Está a perder parcerias com marcas. Está a perder vendas. É algo muito perigoso.

V. Promessas não cumpridas

O que acontece quando há um conflito entre a forma como as pessoas veem a sua marca e o que ela realmente é? Promessas não cumpridas. As pessoas ficam confusas e desapontadas.
Se, todos os dias, apresenta roupa espetacular aos seus 200 000 mil seguidores na página perfeita do Instagram, mas têm de estar sempre a perguntar-lhe que roupa usou porque ainda não investiu num website profissional com uma experiência fácil de compra, vai perder a confiança dos
consumidores e deixá-los frustrados. Quem é que gosta de estar constantemente a pedir, copiar e colar links no navegador com o teclado minúsculo do telemóvel? Ninguém! Também não gosta de estar sempre a responder “está na descrição”, pois não?
Se isto ocorrer, os seus seguidores estão desapontados e perdeu uma parte da confiança deles. Se os seus produtos são lindos e fala acerca da excelência dos seus serviços, mas o seu website oferece uma péssima experiência ao utilizador… as pessoas ficam desapontadas. Produtos e serviços
de excelência não combinam com uma má experiência.
Se promove tratamentos de beleza de luxo, mas o seu logo é pré-feito parece que nem investiu na sua própria marca, as pessoas não vão confiar-lhe o seu dinheiro.

Em resumo:

A sua marca é muito mais do que um design profissional, ou do que um simples logótipo.
Comece sempre com uma fundação forte. Se fizer o trabalho de casa e investir tempo, energia e dinheiro na criação de uma ótima experiência para o seu público, vai ser finalmente capaz de colher os resultados do seu trabalho. Criará uma marca memorável, profissional, que faça as pessoas
apaixonar-se e convidar os amigos.

O artigo foi útil? Diga-nos o que pensa nos comentários!

Leave a Comment